Em fevereiro desse ano eu fiz uma postagem por aqui falando dos projetos nos quais estava trabalhando, a fim de dar alguma previsão ou ao menos uma ordem dos lançamentos.

Mas o trabalho apertou e eu não lancei nada ainda. 😅

Agora, que estamos perto de passar para a segunda metade do ano, vou postar de novo. Eu quero tornar esse tipo de postagem mais comum, apesar de não saber se conseguirei. Sinto que se postar mais sobre as coisas nas quais tenho trabalhado, no lugar de só postar material pronto, eu talvez consiga me levar a efetivamente concluir e lançar algo.

Por enquanto, a lista do que quero lançar está razoavelmente parecida com a que postei da última vez:

  • Beast Friends Forever. Um pequeno suplemento com opções para personagens que possuem companheiros animais, familiares e montarias especiais.
    Esse já deveria ter sido lançado, mas resolvi reformular a forma como organizo algumas das informações e aumentar as opções de criaturas. Ainda assim, quero lançar esse guia logo, para a alegria dos Guardiões em todas as mesas por aí.
  • You Can’t Stop The Count!. Um breve guia para mestres apimentarem o vilão d’A Maldição de Strahd, tornando-o um inimigo mais formidável a ser encarado ao longo da aventura.
    Esse foi um que foi atrasado para aguardar o lançamento do Van Richten’s Guide to Ravenloft. Agora que tenho o livro em mãos, ele deve passar por uma reformulação pequena. Não por conta do novo livro de cenário, mas sim porque eu não me aguento sem enxugar gelo. 🙄

O projeto Classy Foes: Warriors, que foi mencionado em fevereiro, está avançando bem mais lentamente porque ele é muito chato de montar. São muitas fichas similares. E apesar delas desenharem um desenvolvimento interessante, é monótono ficar trabalhando nelas. E eu me divertir no desenvolvimento desse material é uma parte importante. Afinal, tocar esses projetos não é o meu ganha-pão, mesmo que minha intenção seja vender esses suplementos.

Além desses, eu tenho rascunhado material para mais alguns projetos que estão muito embrionários para serem mencionados por enquanto. Dentre eles um bestiário de mortos-vivos bastante interessante e duas aventuras que quero produzir pra testar alguns formatos de apresentação de conteúdo que se aproveitam melhor do formato digital.

Projetos Gratuitos

Além desses produtos que me referi acima, tem um material legal gratuito que estou querendo publicar pra você aqui. Tenho dois livros grandes que estão quase prontos:

  • Ameaças de Azeroth I. O primeiro bestiário de criaturas do cenário de Warcraft, ele trará os monstros e NPCs mais comuns de serem encontrados nas aventuras em Azeroth.
    Esse é o livro que vai pavimentar as coisas para o futuro. Originalmente ele seria uma parada gigante, com centenas de páginas e muitos monstros. Mas o arquivo estava ficando muito gigante e difícil de trabalhar. Então dividi o livro em duas (ou mais) partes.
  • Fallout Selvagem. Uma adaptação completa e furiosa do cenário da série de jogos Fallout para o Savage Worlds.
    Esse é um projeto de amor que está sendo produzido por mim e mais alguns amigos há alguns anos. Justamente por isso, o livro já sofreu grandes mudanças e teve muitas coisas adicionadas nele. Mas tá saindo. O núcleo dele está completo, mas ainda precisa polir algumas coisas e adicionar material complementar que deverá enriquecer e facilitar bastante a vida dos mestres de jogo.

Quando esses livros serão publicados? Não faço ideia. O ruim de tocar projetos como hobby é que muitas vezes eles param porque as pessoas envolvidas precisam cuidar de outras coisas.

Peraí! Mas e o Tormenta20?

Pois é. Há planos para lançar produtos de Tormenta20 assim que tivermos a Iniciativa T20, a plataforma de lançamento de conteúdo autoral exclusiva do jogo. Já tenho uma aventura, alguns monstrinhos e itens mágicos criados para o sistema. Mas eu ainda tenho que afiar mais a minha habilidade de criar material para Tormenta20 e ter informações mais consolidadas sobre o mercado que vai se formar para comprar os produtos da Iniciativa T20 antes de realmente começar a comprometer recursos na criação de algo.

Então, por enquanto é isso. Vamos ver o quanto disso eu consigo fazer neste semestre que está vindo.